História alternativa - Alternate history


Da Wikipédia, a enciclopédia livre

História alternativa ou história alternativa (Commonwealth Inglês), ( AH ), é um gênero da ficção especulativa que consiste em histórias em que um ou mais eventos históricos ocorrem de forma diferente. Estas histórias geralmente contêm "what if" cenários em pontos cruciais da história e outros do que aqueles no registro histórico resultados presentes. As histórias são conjectural, mas às vezes são baseadas em fatos. História alternativa tem sido visto como um subgênero da ficção literária , ficção científica , ou ficção histórica; obras de história alternativas podem usar tropos de qualquer ou de todos esses gêneros. Outro termo usado ocasionalmente para o gênero é "allohistory" (literalmente "outra história").

Desde 1950, este tipo de ficção tem, em grande medida, se fundiu com a ficção científica tropos envolvendo viagem no tempo entre histórias alternativas, percepção psíquica da existência de um universo pelas pessoas em outro, ou viagem no tempo que resulta na divisão história em duas ou mais linhas de tempo . Cross-tempo, tempo-splitting, e temas de história alternativas tornaram-se tão intimamente entrelaçados que é impossível discuti-las totalmente separados um do outro.

Em espanhol , francês , alemão , Português , italiano , catalão e galego , o gênero de história alternativa é às vezes chamado uchronie / ucronia / ucronía / Uchronie , que deu origem ao termo Ucronia em Inglês. Este neologismo é baseada no prefixo ου- (que em grego antigo significa "não / não qualquer / não") e do grego χρόνος ( chronos ), que significa "tempo". A Ucronia significa literalmente "(in) nenhum momento." Este termo, aparentemente, também inspirou o nome da lista de livros de história alternativa, uchronia.net .

Definição

O Collins Dicionário de Inglês define história alternativa como "um gênero da ficção em que o autor especula sobre como o curso da história poderia ter sido alterado se um evento histórico particular tinha tido um resultado diferente." De acordo com Steven H de prata , um editor de ficção científica americano, história alternativa requer três coisas: um ponto de divergência da história do nosso mundo antes da hora em que o autor está escrevendo, uma mudança que iria alterar a história, como é conhecido, e um exame das ramificações dessa mudança.

Vários gêneros de ficção têm sido identificado erroneamente como história alternativa. A ficção científica definido em qual era o futuro, mas agora é o passado, como Arthur C. Clarke 's 2001: Uma Odisséia no Espaço ou George Orwell ' s Nineteen Eighty-Four , não é história alternativa porque o autor não fez a escolha para a mudança passado, no momento da escrita. História secreta , que pode assumir a forma de ficção ou não-ficção, documenta os eventos que podem ou não ter acontecido historicamente, mas não têm um efeito sobre o resultado global da história, e por isso não deve ser confundido com história alternativa.

História alternativa é relacionado, mas distinto, história contrafactual . Este termo é usado por alguns historiadores profissionais para descrever a prática de usar especulações completamente pesquisados e cuidadosamente fundamentados sobre "o que poderia ter acontecido se ..." como uma ferramenta de pesquisa histórica acadêmica, em oposição a um dispositivo literário.

História da literatura

Antiguidade e medieval

Página de título do primeiro -língua castelhana tradução de Joanot Martorell 's Tirant lo Blanch

O exemplo mais antigo da história alternativa (ou contrafactual) é encontrada em Tito Lívio de Ab Urbe condita libri (livro IX, seções 17-19). Livy contemplada uma alternativa século 4 aC em que Alexandre, o Grande tinha sobrevivido ao ataque Europa como ele tinha planejado; perguntando: "O que teria sido os resultados para Roma se ela tivesse se empenhado em uma guerra com Alexander?" Livy concluiu que os romanos provavelmente teria derrotado Alexander.

Outro exemplo de contrafactual foi posta por cardeais e Doutor da Igreja Peter Damian no século 11. Em sua famosa obra De Divina omnipotentia , uma longa carta na qual ele discute Deus s' onipotência , ele trata questões relacionadas com os limites do poder divino, incluindo a questão de saber se Deus pode mudar o passado, por exemplo, provocando que Roma era Nunca fundada:

Vejo que deve responder, finalmente, para o que muitas pessoas, com base no julgamento [próprio] da sua santidade, levante como uma objeção sobre o tema do presente litígio. Para eles dizem: Se, como você afirma, Deus é onipotente em todas as coisas, ele pode gerenciar isso, que as coisas que foram feitas não foram feitas? Ele certamente pode destruir todas as coisas que foram feitas, de modo que eles não existem agora. Mas ele não pode ser visto como ele pode trazê-lo sobre o que as coisas que foram feitas não foram feitas. Para ter certeza, pode acontecer que a partir de agora e no futuro Roma não existe; por isso pode ser destruído. Mas nenhuma opinião pode entender como isso pode acontecer que não foi fundada há muito tempo ...

Um trabalho inicial de ficção que detalha uma história alternativa é Joanot Martorell 's 1490 épico romance Tirant lo Blanch , que foi escrito quando a perda de Constantinopla para os turcos ainda era uma memória recente e traumática para a Europa cristã . Conta a história do cavaleiro Tirant o Branco da Bretanha que viaja para os remanescentes apuros do Império Bizantino . Ele se torna um Megaduke e comandante de seus exércitos e consegue lutar contra os exércitos invasores otomanos de Mehmet II . Ele salva a cidade de conquista islâmica , e até persegue os turcos mais profundo em terras que haviam conquistado anteriormente.

século 19

Uma das primeiras obras de história alternativa publicados em grandes quantidades para a recepção de um grande público pode ser Louis Geoffroy de Histoire de la Monarchie universelle: Napoléon et la Conquête du monde (1812-1832) (História da Monarquia Universal: Napoleon e a conquista do Mundial) (1836), que imagina Napoleon 's primeiro Império Francês saindo vitorioso na invasão francesa da Rússia em 1811 e em uma invasão da Inglaterra em 1814, depois da unificação do mundo sob o governo de Bonaparte.

No idioma Inglês, a primeira conhecida história alternativa completa é Nathaniel Hawthorne 's história curta ' do P. Correspondência ', publicado em 1845. Ele relata o conto de um homem que é considerado 'um louco' devido às suas percepções de um diferente 1845, uma realidade em que as pessoas famosas mortas há muito tempo, como os poetas Robert Burns , Lord Byron , Percy Bysshe Shelley e John Keats , o ator Edmund Kean , o político britânico George Canning , e até mesmo Napoleão Bonaparte , ainda estão vivos.

A primeira história alternativa romance de comprimento em Inglês parece ser Castello Holford 's Aristopia (1895). Embora não seja tão nacionalista como Louis Geoffroy 's Napoléon et la Conquête do Mundo, 1812-1823 , Aristopia é uma outra tentativa para retratar uma sociedade utopiana. Em Aristopia , os primeiros colonos em Virginia descobrir um recife feito de sólido ouro e são capazes de construir uma utópica sociedade na América do Norte .

Início do século 20 e da era das polpas

Uma série de histórias história alternativa e romances apareceu nos séculos 20 19 e início tardio (ver, por exemplo, de Charles Petrie se: a jacobita Fantasia [1926]). Em 1931, o historiador britânico Sir John Squire recolhida uma série de ensaios de alguns dos principais historiadores do período para sua antologia Se tivesse acontecido de outra forma . Neste trabalho, os estudiosos das principais universidades (bem como os autores não baseados em universidade importantes) voltaram sua atenção para questões como "Se os mouros na Espanha tinha vencido" e "Se Louis XVI tinha tido um Atom de firmeza". Os ensaios vão desde esforços acadêmicos sérios para Hendrik Willem van Loon retrato fantasioso e satírico 's de um estado cidade holandesa independente do século 20 na ilha de Manhattan . Entre os autores incluídos foram Hilaire Belloc , André Maurois , e Winston Churchill .

Um mapa do mundo 1952 do universo da Ward Moore 's Traga o Jubileu , onde a Confederação ganha o 'War of Southern Independence' -a contrafactual Guerra Civil Americana

Uma das entradas no volume de Squire foi Churchill "Se Lee não tinha Ganhou [ sic ] a batalha de Gettysburg", escrita do ponto de vista de um historiador em um mundo onde a Estados Confederados da América havia vencido a Guerra Civil Americana . A entrada considera o que teria acontecido se o Norte tinha sido vitorioso (em outras palavras, um personagem de um mundo alternativo imagina um mundo mais parecido com o real em que vivemos, embora não idênticos em todos os detalhes). Trabalho especulativo que narra a partir do ponto de vista de uma história alternativa é também conhecida como " história alternativa recursiva ", um "double-blind what-if", ou um "história alternativa-alternate". O ensaio de Churchill era uma das influências por trás Ward Moore romance de história alternativa 's Traga o Jubileu , em que o general Robert E. Lee ganhou a batalha de Gettysburg , abrindo o caminho para a eventual vitória da Confederação na Guerra Civil Americana (nomeado o "Guerra da Independência sulista" nesta linha do tempo). O protagonista, autodidata Hodgins Backmaker, viaja de volta para a batalha acima mencionado e, inadvertidamente, muda a história, resultando no surgimento de nosso próprio cronograma ea consequente vitória da União em seu lugar.

Americano humorista autor James Thurber parodiado histórias história alternativa sobre a Guerra Civil Americana em sua história 1.930 "Se Grant tinha bebido em Appomattox", que ele acompanhou com esta breve introdução: " Scribner revista é a publicação de uma série de três artigos: 'Se Booth tinha perdido Lincoln', 'Se Lee havia vencido a Batalha de Gettysburg' e 'Se Napoleão tinha escapado para a América'. Este é o quarto. ".

Outro exemplo de história alternativa a partir deste período (e, possivelmente, o primeiro a postular explicitamente viagens à cruz de um universo para outro, como algo mais do que uma experiência visionária) é HG Wells ' Men Like Gods (1923), em que vários ingleses são transferidos através de um encontro acidental com uma máquina de tempo de cruzamento para um universo alternativo que caracteriza uma Grã-Bretanha aparentemente pacifistic e utópico. Quando os ingleses, liderados por uma figura satírica baseada em Winston Churchill, tentar tomar o poder, os utopistas simplesmente apontar uma arma de raios-las e enviá-las para universo de outra pessoa. Wells descreve um multiverso de mundos alternativos, com as máquinas viagem Paratime que mais tarde se tornaria popular com escritores de polpa dos EUA. No entanto, uma vez que suas experiências herói apenas um único mundo alternativo, esta história não é muito diferente da história alternativa convencional.

Na década de 1930, história alternativa se mudou para uma nova arena. A questão dezembro 1933 de Astounding publicada Nat Schachner 's "Vozes ancestrais", que foi rapidamente seguido por Murray Leinster ' s " Sidewise in Time ". Enquanto histórias alternativas anteriores examinaram divergências razoavelmente simples, Leinster tentou algo completamente diferente. Em seu "mundo enlouquecido", pedaços de terra trocou de lugar com os seus análogos de diferentes cronogramas. A história segue Professor Minott e seus alunos de uma faculdade Robinson fictícia como vagueiam através de análogos de mundos que se seguiram uma história diferente.

O mundo em 1964 na novela Pátria onde os nazistas ganharam a Segunda Guerra Mundial .

Uma abordagem um pouco semelhante foi feita pelo Robert A. Heinlein em seu 1941 novelette outro momento , em que um professor treina sua mente para mover seu corpo através de cronogramas. Ele, então, hipnotiza os seus alunos para que eles possam explorar mais deles. Eventualmente cada instala na realidade mais adequada para ele ou ela. Alguns dos mundos que visitam são mundanos, alguns muito estranho; outros seguem ficção científica ou fantasia convenções.

II Guerra Mundial produziu história alternativa para propaganda : autores ambos britânicos e americanos escreveu obras que retratam invasões nazistas de seus respectivos países como contos de advertência.

A viagem no tempo como um meio de criar divergências históricas

O período em torno da Segunda Guerra Mundial também viu a publicação da viagem no tempo novela para que as trevas queda por L. Sprague de Camp , em que um americano viagens acadêmicas para Itália no momento da invasão bizantina dos ostrogodos . Viajante do tempo de De Camp, Martin Padway, é descrito como fazer mudanças históricas permanentes e formando implicitamente um novo ramo do tempo, tornando o trabalho uma história alternativa.

A viagem no tempo como a causa de um ponto de divergência (POD), o que pode denotar tanto a bifurcação de um cronograma histórico ou uma simples substituição do futuro que existia antes do evento tempo viajando, continuou a ser um tema popular. Em Ward Moore Traga o Jubileu , o protagonista vive em uma história alternativa em que a Confederação ganhou a Guerra Civil Americana; ele viaja para trás no tempo, e traz uma vitória da união na batalha de Gettysburg.

Quando os pressupostos de uma história sobre a natureza da liderança viagem no tempo para a substituição completa do futuro da vez visitou em vez de apenas a criação de uma linha de tempo adicional, o dispositivo de uma "patrulha de tempo" é frequentemente utilizado, mais notavelmente em Poul Anderson 's "Time Patrol" coleção-onde uptime guardiões de corrida e tempo de inatividade para preservar a história "correta". No mais famoso desta série, Delenda Est , a interferência de bandidos tempo viajando provoca Cartago para vencer a Segunda Guerra Púnica e destruir Roma com consequências enormes para os dias atuais.

Um exemplo mais recente é Making History por Stephen Fry , em que uma máquina do tempo é usado para alterar a história para que Adolf Hitler não nasceu. Este ironicamente resulta em um líder mais competente do Terceiro Reich, resultando em ascendência e longevidade do país neste cronograma alterado.

histórias em tempo Cruz

HG Wells' 'cross-time' ou 'muitos universos' variante (ver acima) foi totalmente desenvolvido por Murray Leinster em sua 1,934 conto 'Sidewise in Time', em que setores da superfície da Terra começar a mudar de lugar com os seus homólogos em alternativa Linhas do tempo.

Fredric Brown empregou este subgênero para satirizar as polpas de ficção científica e os seus leitores-e adolescentes temores de invasão no estrangeiro o clássico What Mad Universe (1949). Em Clifford D. Simak do anel em torno do Sol (1953), o herói acaba numa terra alternativo de florestas densas em que a humanidade nunca desenvolvidos, mas uma banda de mutantes está a estabelecer uma colónia; a linha da história parece enquadrar ansiedades do autor sobre o macarthismo ea Guerra Fria .

temas Paratime

Uma ilustração de gato de Schrödinger , mostrando a ramificação de paralelos universos de acordo com a interpretação de muitos mundos da mecânica quântica

No final dos anos 1940 e os anos 1950, no entanto, autores como H. Beam Piper , Sam Merwin, Jr. e Andre Norton escreveu histórias passadas em um multiverso em que todas as histórias alternativas são co-existente e as viagens entre eles ocorre através de uma tecnologia que envolve portais e / ou máquinas Paratime transportador. Estes autores estabeleceram a convenção de um império comercial Paratime segredo que explora e / ou protege mundos falta a tecnologia Paratime através de uma rede de agentes secretos (Piper-los chamado de " Paratime polícia ").

Esse conceito proporcionou um enquadramento conveniente para a embalagem de uma miscelânea de alternativas históricas (e mesmo de cronograma "ramos") em um único romance, quer através da perseguição herói ou sendo perseguido pelo vilão (s) através de vários mundos ou (menos artisticamente) via discussões entre os policiais Paratime e seus superiores (ou entre agentes Paratime e novos recrutas) sobre as histórias de tais mundos.

O tema Paratime às vezes é usado sem que a polícia; por exemplo, Poul Anderson tinha a tasca Phoenix como um nexo entre histórias alternativas. A personagem de uma história alternativa moderna americana Operation Chaos pode assim aparecer no Inglês Guerra Civil definição de Tempest de plenos Verões . Neste contexto, a distinção entre uma história alternativa e um universo paralelo com alguns pontos em comum, mas sem história comum pode não ser viável, como o escritor pode não fornecer informação suficiente para distinguir entre eles.

Histórias Paratime publicados nas últimas décadas, muitas vezes citam a interpretação de muitos mundos da mecânica quântica (primeira formulada por Hugh Everett III em 1957) para explicar os mundos diferentes. Alguns escritores de ficção científica interpretar a divisão de mundos que depender de tomada de decisão humana e do livre arbítrio, enquanto outros contam com o efeito borboleta da teoria do caos para amplificar as diferenças aleatórias no nível atômico ou subatômico em um macroscópica divergência em algum momento específico da história ; de qualquer forma, escritores de ficção científica costumam ter todas as alterações de fluxo de um ponto histórico particular de divergência (muitas vezes abreviado 'POD' por fãs do gênero). Antes de Everett, escritores de ficção científica baseou-se em dimensões superiores e as especulações de PD Ouspensky para explicar as viagens em tempo cruz de seus personagens.

A teoria quântica de muitos mundos

Enquanto muitas justificativas para histórias alternativas envolvem um multiverso, a teoria do "mundo muitos" seria naturalmente envolvem muitos mundos, na verdade uma matriz continuamente explodindo de universos. Na teoria quântica, novos mundos se proliferam com cada evento quântico, e mesmo se o escritor usa as decisões humanas, cada decisão que poderia ser feito de forma diferente iria resultar em um cronograma diferente. Maio multiverso fictícia de um escritor, na verdade, impede algumas decisões quanto humanamente impossível, como quando, no Night Watch , Terry Pratchett retrata um personagem informando Vimes que, enquanto qualquer coisa que pode acontecer, aconteceu, no entanto, não há história alguma em que Vimes tem já assassinou sua esposa. Quando o escritor mantém explicitamente que todas as decisões possíveis são feitas em todas as formas possíveis, uma conclusão possível é que os personagens não eram nem valente, nem inteligente, nem qualificados, mas simplesmente a sorte de acontecer no universo em que eles não escolher o covarde rota, tomar as medidas estúpido, atrapalhar a atividade fundamental, etc .; poucos escritores se concentrar sobre esta ideia, embora tenha sido explorado em histórias como Larry Niven história de todas as maneiras Myriad , onde a realidade de todos os universos possíveis leva a uma epidemia de suicídio e crime porque as pessoas concluem suas escolhas não têm importância moral .

Em qualquer caso, mesmo que seja verdade que cada resultado possível ocorre em algum mundo, ainda pode-se argumentar que características como coragem e inteligência ainda pode afetar a frequência relativa de mundos nos quais melhores ou piores resultados ocorreram (mesmo se o total número de mundos com cada tipo de resultado é infinito, ainda é possível atribuir um diferente medida a diferentes conjuntos infinitos). O físico David Deutsch , um forte defensor da de muitos mundos interpretação da mecânica quântica, argumentou ao longo destas linhas, dizendo que "por fazer boas escolhas, fazendo a coisa certa, nós engrossar a pilha de universos nos quais versões de nós vive razoável vive. Quando você ter sucesso, todas as cópias de vocês que tomaram a mesma decisão ter sucesso também. o que você faz para os melhores aumenta a parte do multiverso onde as coisas boas acontecem." Esta visão é talvez um pouco abstrato demais para ser explorado diretamente em histórias de ficção científica, mas alguns escritores têm tentado, como Greg Egan em seu conto O Infinito assassino , onde um agente está tentando conter "jacuzzis"-lutando realidade que forma em torno de usuários de um determinado medicamento, e o agente está constantemente tentando maximizar a consistência do comportamento entre seus eus alternados, tentando compensar eventos e pensamentos que ele experimenta, ele adivinha são de baixa medida relativa às vividas pela maioria de seus outros eus .

Muitos escritores, talvez a maioria, evitar a discussão inteiramente. Em um romance desse tipo, de H. Beam Piper Senhor Kalvan de Otherwhen , um oficial da Pennsylvania State Police, que sabe como fazer pólvora, é transportado do nosso mundo para um universo alternativo, onde a receita para a pólvora é um bem mantidos em segredo e salva um país que está prestes a ser conquistada por seus vizinhos. Os membros da patrulha Paratime são advertidos contra indo para os prazos de imediato que o rodeiam, onde o país vai ser superado, mas o livro nunca retrata a matança dos inocentes assim impostos, permanecendo apenas na linha do tempo em que o país está a salvo.

O tema-time cruz foi desenvolvido na década de 1960 por Keith Laumer nos primeiros três volumes de sua Imperium seqüência, que seriam concluídas em Zona Amarela (1990). Variante politicamente mais sofisticados de Piper foi adotado e adaptado por Michael Kurland e Jack Chalker na década de 1980; De Chalker DEUS Inc trilogia (1987-1989), com detetives Paratime Sam e Brandy Horowitz, marca a primeira tentativa de fundir o thriller Paratime com a polícia processual. De Kurland Perchance (1988), o primeiro volume do que nunca concluída "Crônicas de outro momento", apresenta um multiverso de sociedades em tempo cruz secretos que utilizam uma variedade de meios para viajar em tempo cruz, variando de cápsulas de alta tecnologia para poderes mutantes . Harry Turtledove lançou o Crosstime tráfego série para adolescentes apresentando uma variante do império comercial Paratime de H. Beam Piper.

mundos Paratime rivais

O conceito de uma versão em tempo transversal de uma guerra mundial, envolvendo impérios Paratime rivais, foi desenvolvido em Fritz Leiber série Guerra Change 's, começando com o Prêmio Hugo vencedora do Big Time (1958); seguido por Richard C. Meredith 's Timeliner trilogia em 1970, Michael McCollum 's uma maior Infinito (1982) e John Barnes' Timeline Guerras trilogia na década de 1990.

Tais histórias "Paratime" podem incluir a especulação de que as leis da natureza pode variar de um universo para o outro, proporcionando uma ciência fictícia explicação, ou verniz-para o que normalmente é fantasia. Aaron Allston 's Doc Sidhe e Sidhe diabo ter lugar entre o nosso mundo, o 'mundo sombrio' e um suplente 'mundo mais justo', onde o Sidhe recuou para. Embora a tecnologia está claramente presente em ambos os mundos, e o "mundo justo" paralelo nossa história, cerca de 50 anos fora da etapa, não há mágica funcional no mundo justo. Mesmo com tal explicação, mais explicitamente o mundo alternativo se assemelha a um mundo normal fantasia, o mais provável é que a história é para ser rotulado fantasia, como em "Regra House" de Poul Anderson e "Noite de Loser". Em ambos ficção científica e fantasia, se um determinado universo paralelo é uma história alternativa pode não ser clara. O escritor pode aludir a um POD só para explicar a existência e não fazem uso do conceito, ou podem representar o universo sem explicação para sua existência.

Grandes escritores explorar histórias alternativas

De Keith Laumer mundo alternante é um dos primeiros romances de história alternativa: Foi publicado por histórias fantásticas da imaginação em 1961 em forma de revista, e reimpresso pela Ace Books em 1962 como uma metade de um Ace Duplo . Além do nosso mundo. Laumer descreve um mundo em que a Revolução Americana nunca aconteceu, governada pela Grã-Bretanha; e um mundo governado por uma ditadura cruel.

Um mapa do Estados Unidos contíguos, conforme ilustrado na The Man in the High Castle série de TV, baseado em Philip K. Dick 's The Man in the High Castle

Em 1962, Philip K. Dick publicado The Man in the High Castle , uma história alternativa em que a Alemanha nazista e o Japão imperial ganhou a Segunda Guerra Mundial. Este livro continha um exemplo de história "alternate-alternate", em que um de seus personagens é o autor de um livro retratando uma realidade em que os Aliados venceram a guerra, em si divergentes da história do mundo real em vários aspectos.

Ele foi seguido por Vladimir Nabokov 's Ada ou Ardor: Uma Crônica Família (1969), uma história de incesto que ocorre dentro de uma América do Norte alternativo estabeleceu-se em parte pela Rússia czarista , e que empresta a idéia de Dick de 'alternate-alternate' história (o mundo do herói de Nabokov é assolado por rumores de uma "contra-terra" que, aparentemente, é nosso). Alguns críticos acreditam que as referências a uma-terra contra sugerem que o mundo retratado em Ada é uma ilusão na mente do herói (outro tema favorito dos romances de Dick). Surpreendentemente, os personagens Ada parecem reconhecer seu próprio mundo como a cópia ou versão negativa, chamando-o de "Anti-Terra", enquanto seu irmão gêmeo mítica é a verdadeira "Terra". Não só a história, mas a ciência tem seguido um caminho divergente sobre Anti-Terra: ele possui todos a mesma tecnologia do nosso mundo, mas todos baseados em água em vez de eletricidade, quando um personagem em Ada faz uma chamada de longa distância, todos os banheiros em o flush casa de uma só vez para fornecer energia hidráulica.

Isaac Asimov conto 's Que Se- é sobre um casal que pode explorar realidades alternativas por meio de um dispositivo de televisão-like. Esta idéia também pode ser encontrada em 1955 o romance de Asimov The End of Eternity . Nesse romance, os "Eternos" pode mudar as realidades do mundo, sem que as pessoas estar ciente disto.

Guido Morselli descreveu a derrota da Itália (e, posteriormente, França) na Primeira Guerra Mundial em sua 1975 novela Passado condicional ( prossimo Contro-passato ), onde a estática frente Alpine linha que dividiu a Itália da Áustria durante a guerra entra em colapso quando os alemães e os austríacos abandonar guerra de trincheiras e adotar blitzkrieg vinte anos de antecedência.

Kingsley Amis definir seu romance 1976 a alteração no século 20, mas grandes eventos na Reforma não ocorreu, eo protestantismo é limitado à República separatista da Nova Inglaterra. Martin Luther se reconciliou com a Igreja Católica Romana e mais tarde se tornou o papa Germanian I.

2002 viu Kim Stanley Robinson publicar Os Anos de arroz e sal , começando no ponto de divergência com Timur transformando seu exército para fora da Europa, onde a peste negra matou 99% da população da Europa, em vez de apenas um terço. Robinson explora a história do mundo a partir desse ponto em AD 1405 (807 AH ) para cerca de AD 2045 (1467 AH). Ao invés de seguir a grande teoria do homem da história, com foco em líderes, guerras e grandes eventos, Robinson escreve mais sobre a história social , similar à Escola Annales da teoria da história e historiografia marxista , focando as vidas de pessoas comuns que vivem em seu tempo e lugar.

The Plot Against America (2004) por Philip Roth olha para uma América onde Franklin D. Roosevelt é derrotado em 1940 em sua oferta para um terceiro mandato como Presidente dos Estados Unidos, e Charles Lindbergh é eleito, levando a um norte-americano que apresenta aumento fascismo e anti-semitismo.

Michael Chabon , ocasionalmente, um autor de ficção especulativa, contribuíram para o gênero com seu romance 2007 União de The Yiddish Policemen . Este livro explora um mundo em que o Estado de Israel foi destruído em sua infância e muitos dos judeus do mundo, em vez viver em uma pequena faixa do Alasca de lado pelo governo dos EUA para o assentamento judaico. A história segue um detetive judaica resolver um caso de assassinato no Yiddish de língua cidade-estado semi-autónoma de Sitka . Estilisticamente, Chabon empresta muito das noir e de ficção de detetive gêneros, enquanto explora as questões sociais relacionadas com a história e cultura judaica. Além da história alternativa dos judeus e Israel, Chabon também desempenha com outros tropos comuns de AH Ficção; no livro, Alemanha realmente perde a guerra ainda mais difícil do que eles fizeram na realidade, ser atingido com uma bomba nuclear em vez de simplesmente perder uma guerra terrestre (subverter o comum "e se a Alemanha venceu a Segunda Guerra Mundial?" tropo).

história alternativa contemporânea na literatura popular

O mundo de 1942, conforme descrito no início da SM Stirling 's A Dominação série
I Guerra Mundial de Harry Turtledove do Sul Victory ( "Timeline 191") série

Final dos anos 1980 e 1990 viu um boom nas versões populares-ficção de história alternativa, alimentada pelo surgimento do prolífico autor história alternativa Harry Turtledove , bem como o desenvolvimento do steampunk gênero e duas séries de antologias-o que poderia ter Já esteve série editada por Gregory Benford e o Alternate ... série editada por Mike Resnick . Este período também viu obras de história alternados por SM Stirling , Kim Stanley Robinson, Harry Harrison , Howard Waldrop , e outros.

Desde o final dos anos 1990, Harry Turtledove tem sido o médico o mais prolífico da história alternativa e foi dado o título de "Master of história alternativa" por alguns. Seus livros incluem os de Timeline 191 (aka Sul Victory, também conhecido como TL-191), em que, enquanto o Estados Confederados da América ganhou a Guerra Civil Americana , a União e Alemanha Imperial derrotar as potências da Entente nos dois "Grande Guerra "s dos anos 1910 e 1940 (com um governo confederado Nazi-esque tentar exterminar sua população Black), ea série Worldwar , em que alienígenas invadiram a Terra durante a II Guerra Mundial . Outras histórias por Turtledove incluem A carne diferente , em que a América não foi colonizada a partir da Ásia durante a última era glacial ; Na presença de meus inimigos , em que os nazistas ganharam a Segunda Guerra Mundial; e Governado Britannia , em que a Armada Espanhola conseguiu conquistar a Grã-Bretanha na era elisabetana , com William Shakespeare a ser dada a tarefa de escrever a peça que vai motivar os britânicos a se levantar contra seus espanhóis conquistadores. Ele também co-autor de um livro com o ator Richard Dreyfuss , The Two Georges , em que o Reino Unido manteve as colônias americanas, com George Washington e Rei George III fazer a paz. Ele fez uma série de dois volumes em que os japoneses não só bombardearam Pearl Harbor , mas também invadiram e ocuparam as ilhas havaianas.

Talvez o tema mais incessantemente explorados em história alternativa popular, concentra-se em mundos em que os nazistas ganharam a Segunda Guerra Mundial . Em algumas versões, os nazistas e / ou Potências do Eixo conquistar o mundo inteiro; em outros, eles conquistar a maior parte do mundo, mas uma "Fortaleza América" existe em estado de sítio; enquanto em outros, há um nazista / japonês Guerra Fria comparável à / equivalente soviético EUA em 'nosso' linha do tempo. Pátria (1992), de Robert Harris , é definido na Europa após a vitória nazista. Vários autores têm postulado pontos de partida para um mundo assim, mas, em seguida, injetaram divisores de tempo do futuro ou Paratime de viagem, por exemplo James P. Hogan 's A Operação Proteus . Norman Spinrad escreveu o sonho de ferro em 1972, que se destina a ser um romance de ficção científica escrito por Adolf Hitler depois de fugir da Europa para a América do Norte na década de 1920.

Em Jo Walton série 'Small Change' 's, o Reino Unido fez as pazes com Hitler antes do envolvimento dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial, e o fascismo lentamente estrangulado no Reino Unido. O ex-presidente da Câmara, Newt Gingrich e William R. Forstchen ter escrito um romance, 1945 , em que os EUA derrotaram o Japão , mas não a Alemanha na Segunda Guerra Mundial, resultando em uma guerra fria com a Alemanha em vez da União Soviética. Gingrich e Forstchen negligenciado para escrever a sequela prometida; em vez disso, eles escreveram uma trilogia sobre a Guerra Civil Americana, começando com Gettysburg: A Novel da Guerra Civil , em que os confederados obter uma vitória na batalha de Gettysburg - no entanto, depois de Lincoln responde trazendo Grant e suas forças para o leste teatro, do Exército da Virgínia do Norte é logo preso e destruído em Maryland, e a guerra termina dentro de semanas. Também a partir dessa época geral, Martin Cruz Smith , em seu primeiro romance, postulou uma nação indiana independente americano após a derrota de Custer em The índios Won (1970).

Começando com o espeto Probabilidade em 1980, L. Neil Smith escreveu vários romances que postulou a desintegração do Governo Federal dos Estados Unidos depois de Albert Gallatin se junta ao Whiskey Rebellion em 1794 e, eventualmente, leva à criação de uma utopia libertária .

Um recente tempo viajando variante divisor envolve comunidades inteiras sendo deslocado para outro lugar para tornar os criadores inconscientes de novos ramos de tempo. Estas comunidades são transportados a partir do presente (ou um futuro próximo) para o passado ou para outra linha do tempo através de um desastre natural, a ação de estrangeiros tecnologicamente avançados, ou uma experiência humana que deu errado. SM Stirling escreveu a ilha no mar do tempo trilogia, em que Nantucket Island e todos os seus modernos habitantes são transportados para Idade do Bronze vezes para se tornar a primeira superpotência do mundo. Em Eric Flint 's 1632 séries , uma pequena cidade na Virgínia Ocidental é transportado para a Europa central século 17 e muda drasticamente ao longo dos Trinta Anos Guerra , que era então em andamento. John Birmingham 's Axis of Time trilogia aborda o choque cultural quando uma força-tarefa naval das Nações Unidas de 2021 encontra-se em 1942 ajudando os Aliados contra o Império do Japão e os alemães (e fazendo quase tanto mal quanto bem, apesar de suas armas avançadas). Da mesma forma, Robert Charles Wilson 's Mysterium retrata uma experiência do governo dos EUA falhou que transporta uma pequena cidade americana em uma versão alternativa dos EUA dirigida por crentes em uma forma de cristianismo conhecido como Gnosticismo , que estão envolvidos em uma guerra amarga com o "Espanhol "no México (o cientista-chefe do laboratório onde a experiência ocorreu é descrito como um gnóstico, e referências ao Gnosticismo cristão aparecem repetidamente no livro).

No gênero de fantasia contemporânea

Muitas fantasias e fantasias ciência são definidas em um mundo que tem uma história um pouco semelhante ao nosso próprio mundo, mas com magia acrescentou. Alguns pontos Posit de divergência, mas alguns também possuem história alterando mágica o tempo todo. Um exemplo de um universo que é, em parte, historicamente reconhecível mas também obedece a diferentes leis físicas é de Poul Anderson Três Corações e Três leões em que a matéria da França é história, eo povo das fadas são reais e poderoso. A história da Europa, em parte familiar para o qual o autor fornece um ponto de divergência é Randall Garrett 'do Senhor Darcy série': um monge sistematização magia ao invés de ciência, de modo que o uso de dedaleira no tratamento de doenças do coração é chamado de superstição. O outro grande ponto de divergência nesta linha do tempo ocorre em 1199, quando Ricardo Coração de Leão sobrevive ao cerco de Chaluz e retorna para a Inglaterra, tornando o Império Angevin tão forte que sobrevive no século 20.

Jonathan Strange & Mr. Norrell ocorre em uma versão alternativa da Inglaterra, onde um reino separado governado pelo Rei Corvo e fundada sobre a magia existia na Northumbria para mais de 300 anos. Em Patricia Wrede fantasias Regency 's, Grã-Bretanha tem uma Sociedade Real de assistentes, e na do Poul Anderson A Midsummer Tempest William Shakespeare é lembrado como o grande historiador, com o romance em si ocorrendo na época de Oliver Cromwell e Charles I , com um resultado alternativo para a Guerra Civil Inglês e um anterior Revolução industrial .

Os Contos de Criador Alvin série por Orson Scott Card (um paralelo com a vida de Joseph Smith , fundador do movimento Santos dos Últimos Dias ) tem lugar em um suplente América, a partir do início do século 19. Antes disso, um POD ocorreu: Inglaterra, sob o controle de Oliver Cromwell, tinha banido "fazedores", ou qualquer outra pessoa demonstrando "knacks" (a capacidade de realizar proezas aparentemente sobrenaturais) para o continente norte-americano. Assim, os primeiros colonos americanos abraçaram como perfeitamente normais estes dons, e contou com eles como uma parte de suas vidas diárias. A divisão política do continente é consideravelmente alteradas, com dois grandes colônias inglesas bookending uma nação menor "American", um alinhado com a Inglaterra, ea outra governada por exilados Cavaliers . Figuras históricas reais são vistos em uma luz muito diferente: Ben Franklin é reverenciado como o melhor "criador" do continente, George Washington foi executado nas mãos de um exército Inglês, e "Tom" Jefferson é o primeiro presidente da "Appalachia", o resultado de um compromisso entre os Continentals e os britânicos.

Por outro lado, quando os "Antigos" ainda se manifestam na Inglaterra em Keith Roberts 's Pavane , que tem lugar em um mundo tecnologicamente atrasado depois de um assassinato espanhola de Elizabeth I permitiu a Armada Espanhola para conquistar a Inglaterra, a possibilidade de que o fadas eram reais, mas recuou de avanços modernos faz com que o POD possível: as fadas realmente estavam presentes o tempo todo, em uma história secreta. Mais uma vez, na fantasia Inglês Renaissance armas da luz por Melissa Scott e Lisa A. Barnett, a mágica usada no livro, pelo Dr. John Dee e outros, na verdade, foi praticado no Renascimento; postulando uma história secreta de magia eficaz torna esta uma história alternativa com um POD, Sir Philip Sidney 's sobreviver à batalha de Zutphen em 1586, e pouco depois salvar a vida de Christopher Marlowe .

Muitas obras de fantasia postular um mundo no qual os praticantes conhecidos de magia foram capazes de fazê-lo funcionar, e onde as consequências de tal realidade não seria, de fato, perturbar história de tal forma a torná-lo história claramente alternativo. Muitos / histórias secretas alternativas ambígua são definidos no Renascimento ou Pré-Renascença vezes, e podem incluir explicitamente um "retiro" do mundo, o que explicaria a actual ausência de tais fenômenos.

Quando a versão mágico da história do nosso mundo está definido na contemporaneidade, a distinção torna-se clara entre história alternativa, de um lado e de fantasia contemporânea , usando na verdade uma forma de história secreta (como quando Josepha Sherman 's Son of Darkness tem um elfo vivendo em New York City, disfarçado), por outro. Em obras como Robert A. Heinlein 's Magia, Incorporated , onde uma empresa de construção pode usar a magia para equipar acima é de um evento esportivo e de Poul Anderson Operação Chaos e sua sequência Operação Luna , onde gênios são armas graves de guerra com bombas atômicas uso -a de magia em todo os Estados Unidos e outros países modernos deixa claro que isso não é segredo história, embora referências na Operação Chaos para desmagnetização os efeitos do ferro frio tornam possível que é o resultado de um POD. A sequela esclarece isso como o resultado de uma colaboração de Einstein e Planck em 1901, resultando na teoria dos "tiques de ema". Henry Moseley aplica esta teoria para "desmagnetizar os efeitos do ferro frio e liberar as forças goetic." Isso resulta na supressão do ferromagnetismo eo ressurgimento de criaturas mágicas e mágicas.

Tons história alternativa fora em outros subgêneros fantasia quando o uso de real, embora alteradas, história e geografia diminui, apesar de uma cultura ainda pode ser claramente a fonte original; Barry Hughart 's Bridge of Birds e suas sequelas ocorrem em um mundo de fantasia , ainda que claramente baseada na China, e com alusões à história chinesa real, como a Imperatriz Wu . Richard Garfinkle 's Matters Celestiais incorpora antiga física chinesa e grega física aristotélica , usando-os como se factual.

A versão fantasiosa da polícia Paratime foi desenvolvido pelo escritor infantil Diana Wynne Jones em sua Crestomanci quarteto (1977-1988), com assistentes tomando o lugar dos agentes secretos de alta tecnologia. Entre as novelas nesta série, bruxa Week se destaca por sua vívida descrição de uma história alternativa à do próprio mundo de Crestomanci em vez de nossa própria (e ainda com um POD específico que transformou-o para longe da história "normal" da maioria dos mundos visitados pelo assistente).

As obras de Terry Pratchett incluem várias referências a histórias alternativas de Discworld . Homens de armas observa que em milhões de universos, Edward d'Eath tornou-se um recluso obsessivo, em vez do instigador da trama que ele é na novela. Em Jingo , Vimes acidentalmente pega um organizador de bolso que deveria ter ido para baixo outra perna das calças de tempo, e assim pode ouvir o organizador relatórios sobre as mortes que teriam ocorrido se sua decisão foi o contrário. Na verdade, Discworld contém um equivalente da Patrulha vez na sua Monks história . Night Watch gira em torno de um reparo da história após o assassinato de um tempo de viajante de uma figura importante no passado de Vimes. Thief of Time apresenta-los funcionando como um grande escala Tempo Patrol, garantindo que a história ocorre em tudo.

História alternativa tem sido um grampo da ficção especulativa japonês com autores como Futaro Yamada e Ryō Hanmura escrevendo romances situados em contextos históricos reconhecíveis com elementos sobrenaturais ou ficção científica presentes. Em 1973, Ryō Hanmura escreveu Musubi não Yama Hiroku que recriou 400 anos de história do Japão a partir da perspectiva de uma família mágica secreta com habilidades psíquicas. O romance desde então tem vindo a ser reconhecida como uma obra-prima da ficção especulativa japonês. Doze anos mais tarde, o autor Hiroshi Aramata escreveu o inovador Teito Monogatari que reinventados a história de Tóquio em todo o século 20, num mundo fortemente influenciado pelo sobrenatural.

Os programas de TV Deslizantes explora diferentes realidades possíveis alternativos por ter o protagonista "deslize" para diferentes dimensões paralelas do mesmo planeta Terra.

O jogo de duas partes de Harry Potter e as crianças Cursed contém cronogramas alternativos estabelecidos dentro do mundo do Harry Potter .

No Mundial de Winx , os sete DAS FADAS Bloom, Stella, Musa, Tecna, Flora, Aisha e Roxy- viver na Terra, onde os seres humanos são ignorantes da existência de fadas ou crença na magia; muito ao contrário da quarta temporada de Winx Club , onde eles tinha trazido toda a magia de volta à Terra, liberando suas fadas terrestres.

Videogames

Pelas mesmas razões que este gênero é explorado por jogos de RPG, história alternativa é também um cenário intrigante para as histórias de muitos jogos de vídeo . Um exemplo famoso de um jogo de história alternativa é Command & Conquer: Red Alert . Lançado em 1996, o jogo apresenta um ponto de divergência em 1946, onde Albert Einstein volta no tempo para impedir a Segunda Guerra Mundial de nunca ter lugar apagando Adolf Hitler de tempo após ele for libertado da prisão de Landsberg , em 1924. Ele é bem sucedido em sua missão, mas no processo permite que Joseph Stalin ea União Soviética para se tornar poderoso o suficiente para lançar uma campanha maciça para conquistar a Europa.

Na Civilização série, o jogador guia uma civilização da pré-história até os dias atuais, criando versões radicalmente alterados de história em uma escala de tempo longa. Vários cenários recriar um determinado período que se torna o "ponto de divergência" em uma história alternativa em forma de ações do jogador. Exemplos populares em Sid Meier Civilization IV incluem Desert War , jogo no teatro mediterrâneo de II Guerra Mundial e apresentando eventos scripts ligados a possíveis resultados de batalhas; Quebrada Estrela , situado em uma guerra civil russa hipotético em 2010; e Rhye de e queda da civilização , um 'simulador da terra' projetado para espelhar uma história tão perto quanto possível, mas incorporando elementos imprevisíveis para fornecer configurações alternativas realistas.

Em alguns jogos como o Metal Gear e Resident Evil série, eventos que foram originalmente destinados para representar o futuro próximo no momento os jogos foram originalmente lançado mais tarde acabou se tornando histórias alternativas em entradas posteriores nessas franquias. Por exemplo, Metal Gear 2: Solid Snake (1990), definida em 1999, mostrava um futuro próximo, que acabou se tornando uma história alternativa em Metal Gear Solid (1998). Da mesma forma, Resident Evil (1996) e Resident Evil 2 (1998), ambos definidos em 1998, retratado quase-futuro eventos que mais tarde se tornaram uma história alternativa no momento em Resident Evil 4 (2005) foi lançado.

Em 2009 steampunk atirador, Damnation é definido em uma versão alternativa do planeta Terra, no início do século 20 após a Guerra Civil Americana , que se estendeu ao longo de várias décadas, onde os motores a vapor substituir motores de combustão. O jogo vê os protagonistas lutando contra um industrial rico que quer acabar com a União e Confederação em um movimento rápido e transformar os Estados Unidos da América em um país chamado de "Império Americano", com uma ditadura totalitária.

A balkanized 1930 América do Norte a partir do Crimson Skies franquia

Crimson Skies é um exemplo de uma história alternativa desova múltiplas interpretações em vários gêneros. As histórias e jogos em Crimson Skies lugar em um suplente 1930 Estados Unidos, onde a nação se desfez em muitos estados hostis seguintes os efeitos da Grande Depressão , a Grande Guerra , e proibição . Com o sistema rodoviário e ferroviário destruída, comércio levou para o céu, o que levou ao surgimento de piratas do ar gangues que saqueiam o comércio aéreo.

O jogo Freedom Fighters retrata uma situação semelhante à do filme Red Dawn e Red Alert 2 , embora menos cômica do que o último. O ponto de divergência é durante a Segunda Guerra Mundial , onde a União Soviética desenvolve uma bomba atômica primeiro e usa-lo em Berlim . Com o equilíbrio de poder e influência derrubado em favor da Rússia, a história diverge; breves resumos no início do jogo informar o leitor de aquisição completa do bloco comunista da Europa em 1953, um final diferente para a crise dos mísseis cubanos , e a expansão da influência soviética na América do Sul e México.

Da mesma forma, 2007 video game World in Conflict é definido em 1989, com a União Soviética à beira do colapso. O ponto de divergência é de vários meses antes da abertura do jogo, quando do Pacto de Varsóvia forças encenou uma invasão desesperada da Europa Ocidental. Quando o jogo começa, um soviéticos terras força de invasão em Seattle , aproveitando-se do fato de que a maioria dos militares dos EUA está na Europa.

O jogo Battlestations: Pacific , lançado em 2008, oferecidos na campanha de história alternativa para a Marinha Imperial Japonesa , no qual o Japão destrói todas as três operadoras na Batalha de Midway , que segue com uma bem-sucedida invasão da ilha. Devido a isso, os Estados Unidos não tinham qualquer tipo de poder aéreo para combater os japoneses, e é continuamente forçado a defesa.

Turning Point: Fall of Liberty , lançado em fevereiro de 2008, é uma história alternativa first person shooter onde Winston Churchill morreu em 1931 de ser atingido por um táxi. Devido a isso, a Grã-Bretanha não tem o líder carismático necessário para manter o país unido e Alemanha nazista conquista com sucesso Grã-Bretanha via Sea Lion Operação em 1940. Alemanha depois vence o resto da Europa, Norte de África e no Médio Oriente enquanto a massa de produção de sua Wunderwaffe . Os Axis lançar uma invasão surpresa de um isolacionista Estados Unidos costa leste em 1953, o que obriga o país a se render e submeter-se a um governo fantoche.

Estande promocional para Fallout: New Vegas a partir PAX 2010

Outro jogo de história alternativa envolvendo nazistas é Guerra Frente: Turning Point em que Hitler morreu durante os primeiros dias da Segunda Guerra Mundial e, portanto, uma liderança muito mais eficaz subiu ao poder. Sob o comando de um novo Führer (que é referido como "chanceler", e seu nome real nunca é revelado), Operação Leão Marinho tem sucesso e os nazistas conquistar com sucesso a Grã-Bretanha, o que provocou uma guerra fria entre as Potências Aliadas e Alemanha.

O Fallout série de computador jogos de RPG está situado em uma América divergente, onde a história após a Segunda Guerra Mundial diverge do mundo real para seguir uma retro-futurista cronograma. Por exemplo, a energia de fusão foi inventado bastante logo após o fim da guerra, mas o transistor nunca se desenvolveu. O resultado foi um futuro que tem 'Mundo de Amanhã' sensação de 1950, com altíssima tecnologia, como a inteligência artificial implementado com válvulas térmicas e outras tecnologias agora considerados obsoletos.

Muitos série de jogos pelo desenvolvedor sueco Paradox Interactive começar em um ponto concisa da história, permitindo que o jogador mergulhar no papel de um líder contemporâneo e alterar o curso da história do jogo. O jogo mais proeminente com esta definição é Crusader Kings II .

STALKER jogos têm uma história alternativa na Zona de exclusão de Chernobil , onde uma área especial chamada "The Zone" é formada.

Wolfenstein: A Nova Ordem é definido em um suplente 1960 em que os nazistas ganharam a Segunda Guerra Mundial, também graças à sua aquisição de alta tecnologia. A sequela Wolfenstein II: The New Colossus continua presente, apesar de ser definido no conquistado Estados Unidos da América.

Conectados

Fãs de história alternativa fizeram uso da internet a partir de um ponto muito cedo para mostrar suas próprias obras e fornecer ferramentas úteis para os fãs à procura de qualquer coisa história alternativa, pela primeira vez em listas de discussão e Usenet grupos, mais tarde, em bases de dados da web e fóruns.

A "Lista de Histórico Usenet alternativo" foi publicado pela primeira vez em 11 de abril de 1991, para o grupo de notícias Usenet rec.arts.sf-amantes. Em maio de 1995, o grupo de notícias dedicado soc.history.what-se foi criado para a demonstração e discussão de histórias alternativas. Sua proeminência declinou com a migração geral da Usenet não moderado de fóruns na web moderado, o mais proeminente AlternateHistory.com , o "maior encontro de fãs de história alternativas na internet" auto-descrito com mais de 10.000 membros ativos.

Além destes fóruns de discussão, em 1997 Ucronia: A Lista de história alternativa foi criado como um repositório online, agora contendo mais de 2.900 livros de história alternativas, histórias, ensaios, e outros materiais impressos em várias línguas diferentes. Ucronia foi selecionado como o Sci Fi Channel 'Sci Fi do Site da Semana' duas vezes 's.

Tentativas de colaboração por vários escritores amadores levaram a realizações notáveis. Os contribuintes em Ill Bethisad fizeram duas línguas artificiais : Brithenig e Wenedyk .

Veja também

Referências

Outras leituras

  • Chapman, Edgar L., e Carl B. Jugo (eds.). Clássico e iconoclasta Fiction Alternate History Ciência . Mellen de 2003.
  • Collins, William Joseph. Caminhos não percorridos: O Desenvolvimento, Estrutura e Estética da História Alternativa . Universidade da Califórnia em Davis 1990.
  • Darius, Julian. "58 Variedades: Watchmen e Revisionismo". Em Minutes to Midnight: Doze Ensaios sobre Watchmen . Sequart Pesquisa e Organização Alfabetização de 2010. Concentra-se em Watchmen como história alternativa.
  • Robert Cowley (ed.), What If? Os historiadores militares imaginar o que poderia ter sido . Pan Books, 1999.
  • Gevers, Nicholas. Espelhos do passado: Versões da história em ficção científica e fantasia . Universidade de Cape Town , 1997
  • Hellekson, Karen. A história alternativa: reconfiguração tempo histórico . Kent State University Press, 2001
  • Keen, Antony G. "histórias alternativas do Império Romano no Stephen Baxter, Robert Silverberg e Sophia McDougall". Fundação: O Fiction International Review of Science 102, da Primavera de 2008.
  • McKnight, Edgar Vernon, Jr. História Alternativa: o desenvolvimento de um Gênero Literário . University of North Carolina em Chapel Hill, 1994.
  • Nedelkovh, Aleksandar B. britânico e American Science Fiction Novel 1950-1980 com o tema da História Alternativa (uma Abordagem axiológica) . 1994 (em sérvio) de 1999 (em Inglês) .
  • Rosenfeld, Gavriel David . O Hitler mundo nunca fez. História alternada e a memória do nazismo . 2005
  • Rosenfeld, Gavriel David. "Por que nós perguntar 'e se?' Reflexões sobre a função da história alternativa ". História e Teoria 41, Tema Issue 41 (Dezembro de 2002), 90-103
  • Schneider-Mayerson, Matthew. " O que era quase: The Politics of Contemporary Alternate History Novel ". Estudos Americanos 30, 3-4 (Verão 2009), 63-83.

links externos